Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

OnlyCharlottee.

Carlota ou Charlottee para os amigos. De todos variados temas, com uma mascote e sítios giros e super giros para passear.

03
Jun18

#CaesEAsSuasReacções

jange.jpeg

 

Quem tem cães vai perceber este post.

 

Ter um cão e ir na rua com ele é a coisa mais imprevisível. Nunca sabemos o que pode sair dali…

Basta ver quando encontram outro cão, ficam contentes, choram, querem logo brincar, querem cheirar, podem começar a sorrir (rosnar) ou no pior dos casos querem matar o outro.

 

É estranho.

 

Por exemplo o meu, é macho alfa por isso só gosta de meninas, tudo o que é macho ele quer acabar com a raça, literalmente.

 

Num simples passeio de cinco minutos, se por acaso ele avista o cão e começa a chorar tenho tendência para dizer “É AMIGO! É UM AMIGUINHO” ele tem cinco anos e ao fim de cinco anos ainda acho que ele vai entender aquela mensagem e que vai reagir de forma amistosa com o outro desgraçado. Mas não.

Agarro o bicho porque sei que ele não vai brincar, enquanto o dono do outro desgraçado olha para mim com ar de censura como se eu fosse daquelas donas antipáticas que simplesmente não quer que o animal conviva. Esse dono devia era agradecer-me, se ele soubesse…

 

Gosto quando dizem “ele não é de confiança” uhh eu olho para o cão e penso “quem és tu canino? O que vais fazer? Será que gostaste do pêlo do meu? Ou simplesmente queres levar uma orelha para recordação?”. Faz-me lembrar aquele pessoal meio freak que nunca se sabe o que vai sair dali? #yolo

 

Por fim, se é menina, é tudo tranquilão, brincam, correm e só não fazem mais porque os donos não querem.

 

Mas a questão é, e se nós fossemos assim? Já imaginaram? Sair à rua encontrar uma pessoa e pensar “porque não andar à pancada com ela”, "Vou arrancar o cabelo àquela" ou "Aquele parece fixe, vou fazer corridas com ele".

 

 

Fiquem a pensar nisto.

piscando.jpg